Dar e Receber – “writing101!”

2zxDa-mj5j-1
Anoitecia.
Chovia serenamente. Olhava pela janela o véu de chuva cair sobre a calçada. Tudo parecia igual. Só os vasos de flores que aumentaram e agora penduravam também na varanda. Fechei a cortina, a brisa da noite esfriaria o quarto. Olhei em volta e a voz da saudade batia descompassada. Espreitei meus braços em mim como se estivesse a abraçá-lo. Os sentimentos neste instante estavam tão vivos quanto àquele dia no final de verão. Dois anos se passaram rapidamente. Os pensamentos agora fervilhavam e o desejo de encontrá-lo ficava forte e inquietante. O silêncio foi quebrado pela voz rouca e cansado da senhora da pensão. Um suspiro para voltar à realidade. Eu estava ali sozinha.
– O jantar será servido em dez minutos. Não se atrase.
– Obrigado senhora.
Coloquei um agasalho e desci a escada para a sala de jantar. Sentei à mesa no mesmo lugar. Enquanto comíamos a sopa deliciosa e quentinha a melodia de uma canção tão conhecida enchia a rua. Única vez que vi um doce riso na face daquela senhora.
– Em dois anos só hoje ele toca a sua canção.
– Não entendi senhora.
– O pianista, hoje toca a sua canção.
Fitei meus olhos na senhora. Agora cabisbaixo sem expressão alguma…
– Naquele dia em que se foi essa canção entoou o dia inteiro e noite adentra. Como se a música pudesse trazê-la para si.
-Você olhou para a janela? O seu “eu te amo” continua lá. O amor não se explica… Grifar o amor em uma janela… Só o amor.
Não tive tempo para responder à senhora. O taxi havia chegado. Seria uma noite turbulenta entre as apresentações do evento. Meu coração disparava sempre que pensava na possibilidade de encontrá-lo. Enquanto inspecionava os últimos detalhes ouvi uma voz eloqüente atrás de mim:
– Arrebatou-me nua a vida. Queria-te… Em todos os dias. Eu sempre te amo!
Minhas pernas bambearam. Logo os seus braços puxaram ao seu corpo e… Como um sonhar em segredo lá estava em plena arena eu em seus braços.
– Por que negas a mim tão ardente desejo?
-Eu…
Antes que terminasse de falar a sua boca deslizava nos meus lábios.
Murmúrios extravagantes… Eu te amo! Eu te amo… Beijava minha alma.
– Serás minha. Serás minha para sempre.
– Quero todo o seu amor. As promessas de um dia naquela noite entre luzes e vivas se repetia. Então vi que todos aplaudiam.
– Vou amar você para sempre…
Ma Socorro

Advertisements

3 thoughts on “Dar e Receber – “writing101!”

  1. You post very interesting posts here. Your blog deserves much bigger
    audience. It can go viral if you give it initial boost, i know very useful service that can help you, just type in google:
    svetsern traffic tips

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s